25/05/2011

Poeta lírico


Não me peças a vida
(É já tão pouca!):
Deixa-ma esquecida.
Poupa-a!

 Pega-me apenas na mão:
Aperta-a.
Dá-me calor e compreensão.
Faz-me sentir, ainda, o teu poeta.

 Embora velho e antigo
No ideal, na estética, no gosto,
Vem comigo
Caminho do sol-posto.

António Manuel Couto Viana

Sem comentários:

Enviar um comentário