16/11/2012

Amor sem razão



Meu amor quem disse
ao pé de ti o medo
ou pôs a ausência daquilo que
faço
se longe de ti impeço o começo
ou junto de ti me ergo e renasço
já nada é razão
quando esta é segredo
ou quando a razão é corpo e desfaz-se
razão do teu sono
por entre os meus dedos
razão do teu hálito
por entre os meus braços
 
Maria Teresa Horta

Sem comentários:

Enviar um comentário