13/02/2013

Quando eu me vestir de branco


Ouçam todos com atenção
 Porque este é um momento importante

Visto que agora ainda estou viva
 Parece não ter importância, … mas,
 Quando eu me vestir de branco dentro de mim
 Quando eu me fechar no sono profundo e voar por aí…
 Vão ver como foi importante pedir-vos este momento.

Quando eu morrer e deixarem de me ver rir e falar
 Não pensem que eu morri
 Não podem pensar que eu morri

Não me tapem os olhos nem a boca
 Não me embrulhem em roupas bonitas
 Não precisarei de nada
 Nem que chorem
 Deixem-me ir
 Está lá a liberdade esperando por mim
 Não impeçam que vá ter com ela

Não me afundem numa cova
 Não suporto não ter espaço à minha volta
 Não suporto sentir-me apertada
 Assim, tão deitada
 Assim, tão imóvel

Não me tapem a passagem
 Deixem-me sentir o sol
 Quero passear-me nas ondas
 Sentir o cheiro do mar

Cantem à minha volta
 Digam-me coisas simpáticas
 “Boa viagem” talvez

Podem despedir-se de mim…
 Afinal irei partir
 Vou encontrar o azul
 Molhar-me nas ondas do mar
 Transformem-me em cinzas e
 Deixem-me voar
 Porque eu não morri.

 Maria Da Conceição Malato

 

Sem comentários:

Enviar um comentário