11/06/2013

?


"Mitiga-se a dor quando te suspendo em memórias e fantasias de nós, mas se corro para me aninhar em ti, fica-me apenas o vazio do teu abraço.

 As minhas mãos, côncavas, acolhem-te no que me deste e é como segurar a água de um rio na palma da mão. Vais-te. Estou só. Cobre-me então o véu da melancolia”

 maria joão saraiva

Sem comentários:

Enviar um comentário