23/11/2014

Encontrei-te




(...)
Encontrei-te, ainda amarrada em mim, pedindo tudo, não exigindo
mais do que a terra pede à chuva, na embriagante dor das cerejei-
ras que querem florir, como o teu corpo floria em minhas mãos e a
tua voz nos meus ouvidos.
Encontrei-te, sim, sem precisar sequer de procurar-te.


Joaquim Pessoa

Sem comentários:

Enviar um comentário