11/11/2014

Saiu para a rua...




"saiu para a rua.
embrenhou-se na espessura da noite, amou e traiu, seduziu e deixou-se seduzir, morreu um pouco todas as manhãs e nunca mais regressou ao que tinha sido."


Al Berto.

Sem comentários:

Enviar um comentário