05/04/2015

Tu tens um medo...

Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todos os dias.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todos os dias.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.
E então serás eterno.


Cecília Meireles

4 comentários:

  1. Perdi-me nesta leitura.Hoje mesmo publiquei parte dos meus medos em lidacoelho blogspot - http://luisrcoelhohotmailcom.blogspot.pt/
    Um tema aqui redefinido numa poesia e numa foto encantadora.
    A poesia de Cecília Meireles parece cair dentro de cada pessoa como parte da mesma, dos seus passos, sonhos e medos...

    ResponderEliminar
  2. I hope you had a Happy Easter !!

    ResponderEliminar
  3. Muitas vezes eu temo que eu cumprimentar.

    ResponderEliminar