15/05/2015

As palavras...



As palavras também têm sábados e dores de cabeça
e uma história real na construção do mundo.

As palavras entristecem com a nossa fala. E nós
enlouquecemos sem elas. Porque o mundo são palavras.
As cores são palavras. A palavra primavera floresce
em nossa boca. E a palavra mar faz de quem
a pronuncia, uma ilha encantada.
Quando parto sem palavras, uma tristeza vai comigo
a doer-me no sangue, na raiz da fala e do afecto.
Só elas podem explicar o mistério do amor.
Delas retiro o ouro, o trigo, a fala e a esperança. Nelas
vive o tigre e a esmeralda. Delas sopra o vento.
São curandeiras. Feiticeiras. Mensageiras. Deusas.
São o canto da alma e a voz que falta às andorinhas.
E o sorriso do anjo. E a única coisa que Deus não inventou.
São essas palavras que ficam mudas no coração da gente
para que os beijos possam dizer o que elas não dizem.

Joaquim Pessoa

1 comentário:

  1. Mi felicitación por este bello poema. Las palabras tienen ese hermoso poder de crear sentimientos.

    Un abrazo.

    ResponderEliminar