02/07/2016

Que amor é este, amor?



Amar-te, só amar-te, e construir
amor e mais amor no amor já feito,
amor quase infinito, amor perfeito,
amor em flor, florindo o que há-de vir.
E ao amar-te assim, quero sentir
que o meu amor por ti não está no peito:
percorre toda a pele, a carne, o leito,
regressa à boca a tempo de sorrir.
Que amor é este amor, esta vontade
de nunca te perder e de escrever-te
sabendo que és a própria liberdade?
E em cada dia que não posso ver-te
não tenho vida, tempo, nem idade,
não tenho nada que não seja ter-te.

Joaquim Pessoa

1 comentário:

  1. Gostei do poema de Joaquim Pessoa, e gostei do canto dos pássaros, do canto das
    águas, foi refrescante, bjs amiga

    ResponderEliminar